POLÍCIA MILITAR AMBIENTAL DE BONITO

Meio Ambiente pede mais 10 policiais e 3 viaturas para PMA

 15/02/2019 17h24 - Por: Boni Miranda/Assessoria de Comunicação
 
Há 10 anos a 4ª Companhia de Polícia Militar Ambiental de Bonito contava com doze policiais, hoje dispõe apenas de 4 policiais e 2 veículos
Resolução pede mais 10 policiais, mais 3 viaturas e recursos suficientes para combustível e manutenção da frota. Foto: PMA de MSResolução pede mais 10 policiais, mais 3 viaturas e recursos suficientes para combustível e manutenção da frota. Foto: PMA de MS

O Conselho Municipal de Meio Ambiente (COMDEMA) recomendou ao prefeito municipal, Odilson Soares, que desenvolva entendimentos junto ao Governo do Estado do MS, em especial ao Comando da Polícia Militar Ambiental do Mato Grosso do Sul, com a finalidade de incrementar o quadro de servidores da 4ª Companhia de Polícia Militar Ambiental de Bonito em pelo menos mais 10 policiais, mais 3 viaturas e recursos suficientes para combustível e manutenção de toda a sua frota de veículos, viabilizando assim os trabalhos de fiscalização necessários.

A recomendação também considera a situação da PMA de Bonito como "critica" em relação à infraestrutura e pessoal, já que dispõe atualmente de apenas 4 servidores e 2 viaturas. Há 10 anos, em 2008, o efetivo da PMA local era integrado por 12 servidores.

O pedido foi formalizado por meio da Resolução CONDEMA Nº 02/2019, datada de 7 de fevereiro de 2019 e publicada no Diário Oficial desta sexta-feira (15), assinada pelo presidente do Conselho Municipal de Meio Ambiente de Bonito, Sandro Roberto da Silva Pereira.

A Resolução é fundamentada no disposto no Art. 225 da Constituição Federal, que assegura o direito de todos ao meio ambiente ecologicamente equilibrado, considerando-o bem de uso comum do povo e essencial para a saúde e qualidade de vida, cabendo ao poder público e à coletividade defendê-lo e preservá-lo para o presente e futuras gerações.

O documento destaca ainda a importância estratégica da 4ª Companhia de Polícia Militar Ambiental de Bonito para conservação e proteção dos recursos naturais de toda a região da Serra da Bodoquena, na condição de principal instituição de fiscalização e combate a crimes e ilícitos ambientais de Bonito.