EM CAMPO GRANDE - NA 2ª FEIRA

OAB/MS e ESA/MS promovem debate sobre assoreamento dos rios

 03/05/2019 14h54 - Por: Assessoria de Comunicação Fonte: OAB/MS
 
O evento será na próxima segunda-feira (06), às 19 horas, no auditório da OAB/MS. Os inscritos receberão certificado de quatro horas/aula
Debate está sendo organizado pela OAB/MS e ESA/MS. Foto: WhatsApp. Debate está sendo organizado pela OAB/MS e ESA/MS. Foto: WhatsApp.

O fenômeno do assoreamento que acontece nos rios de Mato Grosso do Sul não é novo. No entanto, a notícia de águas turvas no Rio da Parta e Rio Formoso, patrimônio natural em Bonito, ganhou a mídia nacional dias atrás e preocupou quem vive do ecoturismo.

Moradores, Pesquisadores e Profissionais do Turismo fizeram a denúncia no fim de março e, desde então, a notícia divide opiniões. Há quem diga que as águas turvas são resultado de drenos de agricultores, de demarcação ilegal, até más condições das estradas, outros acreditam que são um fenômeno natural.

Para debater o assunto, a OAB/MS e a ESA/MS convidam autoridades e pesquisadores da área, além da sociedade em geral a Audiência Pública "Bonito em debate: Uma análise sobre o assoreamento dos rios de Bonito".

Os palestrantes serão o Juiz Titular da 2ª Promotoria de Justiça de Bonito, Alexandre Estuqui Jr; o Promotor de Justiça na Comarca de Bonito, Luciano Furtado Loubet, que desenvolve Projeto ‘Formoso Vivo’; e o Professor Raphael Chaia, Pós-Graduado em Direito Ambiental, Mestre em Desenvolvimento Local, área que faz Doutorado.

O evento será na próxima segunda-feira (06), às 19 horas, no auditório da OAB/MS. Os inscritos receberão certificado de quatro horas/aula.