Após dia D, crianças podem ser vacinadas até 31 de agosto

Vacinação realizada sábado nos ESF atendeu 179 crianças.

20/08/2018 17h06 - Por: Assessoria de Comunicação

 
Devem ser vacinadas as crianças maiores de 1 ano e menores de 5 anos. (Foto divulgação)

Após o Dia D da campanha de vacinação contra o sarampo e poliomielite, realizada no sábado, dia 18, que atendeu 179 crianças -110 no ESF da região Centro e 69 no ESF Rincão Bonito - a Secretaria Municipal de Saúde de Bonito informa que a vacinação vai prosseguir até o dia 31 de agosto.

Devem ser vacinadas as crianças maiores de 1 ano e menores de 5 anos.

Os pais e/ou responsáveis devem procurar a Sala de Vacina do ESF Centro e do ESF Rincão Bonito, com a certidão de nascimento, cartão de vacina e cartão do SUS.

O horário de funcionamento nos ESF é de 07h00 às 11h00 e de 13h00 às 17h00.

Vacina

Contra a poliomielite é utilizada a VOP (vacina oral – gotinha) em crianças que já tenham recebido uma ou mais doses de VIP (vacina inativada poliomielite – injetável) ou VOP, independente do intervalo entre a dose da rotina e a ser administrada na Campanha. A VIP será administrada em crianças que ainda não foram vacinadas.

Poliomielite

É uma doença infectocontagiosa viral aguda, caracterizada por um quadro de paralisia flácida, de início súbito. Acomete em geral os membros inferiores, de forma assimétrica, tendo como principais características a flacidez muscular, com sensibilidade preservada, e a arreflexia no segmento atingido. A transmissão ocorre por contato direto pessoa a pessoa, pela via fecal-oral (mais frequentemente), por objetos, alimentos e água contaminados com fezes de doentes ou portadores, ou pela via oral-oral, através de gotículas de secreções da orofaringe (ao falar, tossir ou espirrar). A falta de saneamento, as más condições habitacionais e a higiene pessoal precária constituem fatores que favorecem a transmissão do poliovírus.

Sarampo

O sarampo é uma doença infecciosa exantemática aguda, transmissível e extremamente contagiosa, podendo evoluir com complicações e óbito, particularmente em crianças desnutridas e menores de um ano de idade. A transmissão ocorre de pessoa a pessoa, por meio de secreções respiratórias, no período de quatro a seis dias antes do aparecimento do exantema até quatro dias após.